domingo, 11 de outubro de 2009

E.[*]

"E com um sorriso guardado, meu aliado,
pronto para ser usado.


E com a coragem no olhar,
Caminhando na rua, bem devagar,
Esperando você passar.


E com armas na mão, pronto para jogá-las no chão,
Pedindo perdão, pelos meus erros, pelo meu medo,
Que tanto deixei invadir meu coração.


E com uma vontade de sair por aí,
perceber que não posso mentir,
E expressar o que não muito costumo sentir.


E com uma vontade de acreditar,
Mesmo na escuridão, com meus pés descalços,
Que ainda posso ver.


Que um coração apertado e os olhos vendados,
Faz parte de uma vida, cujo medo ainda persiste,
Mas que num instante qualquer, sem ao menos consentir,
Um dia claro vem, então posso te ver bem,
Com um sorriso guardado, debaixo daquela chuva,
que o medo levou sem pedir.


E então fico ao teu lado, escutando teu silêncio,
que ao invés de me colocar medo e ferir,
Faz-me renascer e escolher,
Que posso seguir e ir com você, aonde quero ir.
Jones Barreto

2 comentários:

Élida disse...

o.O Perigoso, será q vc poderia me dizer UMA coisaa q vc ñ faz bemm???? Ou ñ tão bemm ..(pra facilitar).. ;D
Muitoo lindoo oq vc escreveuu..!!!

ParabénS!!

bjimm!
;D

Jones Barreto Corrêa disse...

kkkk!
Tem muitas coisas que não faço bem! kkkkk!
Só você mesmo! iausiuais ;P
Valeu denovo!
Bjo!

Visitantes Online