sábado, 31 de outubro de 2009

Um dia você aprende

Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se,
e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos
e presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
e olhos adiante,
com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima
se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança
e apenas segundos para destruí-la,
e que você pode fazer coisas em um instante,
das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.

E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam,
percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida
são tomadas de você muito depressa, por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos,
com palavras amorosas, pois pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós,
mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
mas com o melhor que você mesmo pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo,
mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão,
e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade,
pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,
sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute
quando você cai, é uma das poucas que o ajuda a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência
que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há muito mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens,
poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que, quando está com raiva, tem o direito de estar com raiva,
mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame,
não significa que esse alguém não o ama com tudo que pode, pois existem pessoas que nos amam,
mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
algumas vezes você tem que aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que, com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido,
o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar...
que realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor
e que você tem valor diante da vida!
Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.
(William Shakespeare)

domingo, 25 de outubro de 2009

Uma eterna Ordem...

     Cara!, que Saudade disso Tudo! Saudade do meu Capítulo! Capítulo Pirapora da Ordem Demolay nº90. Essa foto representa meu primeiro cargo como oficial do capítulo, mas confesso que mesmo na época em que assinava 'DeMolay ativo' ficava fantasiado pela união, pela co-operação e pelo trabalho de todos para com todos. Alguns dizem que tudo o que é secreto não é bom. Não tenho tanta propriedade para falar disso, mas escrevo o que tenho aqui dentro, até onde me provoca. Concordo em partes. Há coisas secretas que realmente não são boas. Esconder opiniões, palavras. Esconder conhecimento não é realmente o melhor a se fazer. Tem-se uma tradição de centenas e centenas de anos de ser secreta. Acho que uma importante vantagem da Ordem ser secreta é aquela que permite despertar no homem a curiosidade, a vontade de querer ver. Essa vontade pode evoluir para uma vontade de querer fazer parte, de ampliar amizades, de querer/aprender a lutar por um bem comum, de querer unir-se, de querer trabalhar na coletividade.
     "Os DeMolays não pretendem nem desejam tomar o lugar do lar, da igreja ou da escola, mas sim coadjuvá-los com um programa de ensinamentos, de união, de solidariedade, de prática. Visando uma boa cidadania a seus membros".
    1. AMOR FILIAL         2.REVERÊNCIA PELAS COISAS SAGRADAS
                         3.CORTESIA
4.COMPANHERISMO   5.FIDELIDADE
             6. PUREZA               7.PATRIOTISMO

Não são conceitos ''pregados''. São construídos! Construídos na prática, na ''Carne''!

sábado, 17 de outubro de 2009

O passado, presente, futuro...

     ''O tempo presente e o tempo passado estão talvez presentes no tempo futuro. O tempo futuro contido no tempo passado. Se todo o tempo é eternamente presente, todo ele é irremedível. O que poderia ter sido é uma mera abstração, que permanece, perpétua possibilidade, num mundo apenas de especulações. O que poderia ter sido, e o que foi, convergem para um só fim, que é sempre presente.''  (T. S. Eliot)

A Crise...

     Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar "superado".
     Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela, é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la".
(Albert Einstein)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Aos Professores.[*]

     Será que somente os professores têm a função de ensinar? Particularmente, não. Cada um de nós já teve a oportunidade de ensinar e, é claro, de aprender. Ensinamos uma criança a andar de bicicleta, a não atravessar uma rua sem olhar para os lados, a não xingar as pessoas e muitas coisas mais. Da mesma forma, aprendemos milhares de coisas, como palavras, costumes, hábitos, regras, normas. Vários foram os nossos professores. aprendemos com muitas pessoas - Pai, mãe, irmã, irmão, tio, vizinho - bem como com objetos (o nosso computador, a nossa televisão, um rádio etc).
     O mundo é o nosso eterno professor e sem ele seria difícil evoluirmos e aprendermos muito do que sabemos hoje. Entretanto, existem pessoas que se qualificam ou se especializam diariamente em assuntos e questões que nos envolvem e envolvem o nosso meio. Por terem estudado, aprendido e por continuarem a pesquisar e aprender, essas pessoas já salvaram milhares de vidas e prolongam outras.
    
     Portanto, neste dia 15 de outubro, parabenizo as pessoas que nos ensinam e a essas tantas pessoas, as quais chamamos, no dia-a-dia, de Professores. Aos Professores, um grande Abraço e um obrigado, que aqui fica registrado.
Jones Barreto

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Então, Desconstruo.[*]

Perdão por ser fraco.
E, então, juro. Desconstruo.

Render-me-ei aos meus impulsos.
E, então, desconstruo.

Eu juro para mim. Farei.
Quebrarei o silêncio. Farei.

A leve pena que voa lentamente, voa por si.
Não pelo medo de se perder no vento.
Mas por querer chegar aonde quer.

As palavras escritas pela pena que voa.
Serão palavras ditas pela minha boca.
Jones Barreto

domingo, 11 de outubro de 2009

E.[*]

"E com um sorriso guardado, meu aliado,
pronto para ser usado.


E com a coragem no olhar,
Caminhando na rua, bem devagar,
Esperando você passar.


E com armas na mão, pronto para jogá-las no chão,
Pedindo perdão, pelos meus erros, pelo meu medo,
Que tanto deixei invadir meu coração.


E com uma vontade de sair por aí,
perceber que não posso mentir,
E expressar o que não muito costumo sentir.


E com uma vontade de acreditar,
Mesmo na escuridão, com meus pés descalços,
Que ainda posso ver.


Que um coração apertado e os olhos vendados,
Faz parte de uma vida, cujo medo ainda persiste,
Mas que num instante qualquer, sem ao menos consentir,
Um dia claro vem, então posso te ver bem,
Com um sorriso guardado, debaixo daquela chuva,
que o medo levou sem pedir.


E então fico ao teu lado, escutando teu silêncio,
que ao invés de me colocar medo e ferir,
Faz-me renascer e escolher,
Que posso seguir e ir com você, aonde quero ir.
Jones Barreto

sábado, 10 de outubro de 2009

Palavras ao vento.[*]

"Nem sempre sabemos o que é certo ou errado e, por isso, nem sempre nossas ações resultam naquilo que gostaríamos que realmente acontecesse. Acho que a vida deve ser assim. O que é fazer o bem? E o mal? O que é o certo? E o errado? A resposta está ao seu redor, a sua cultura lhe dirá. Fazemos várias coisas que achamos corretas, e também incorretas. É claro que quando fazemos nosso bem para uns, um pouco de mal pode ir para outros. Não há como fazer o mundo feliz. O que pode valer a pena é chegar, sem muito prejudicar e nem que seja por um instante, do que chamamos de 'prazer' ou 'alegria'.
     Não há nada que não possa ser aprendido. Isso se pelo menos estivermos dispostos a aprender. Particularmente, não gosto da palavra 'perfeito'. Acho que nada é perfeito nesta vida. É como se diz em velhos trechos, a vida é "um paraíso imperfeito, tempo bom e ruim". A gente aprende que as melhores armas que temos são as atitudes e as palavras. Após algum tempo, somos postos a usá-las, porém por algumas vezes, não as usamos quando devem ser usadas ou não as transmitimos de forma racional. Tenhamos sempre um sorriso de alegria guardado, carregado e pronto para ser usado. Sempre há uma oportunidade de mudar ou mesmo corrigir. Qual é o nosso limite? O que temos de melhor? Somos limitados por condições físicas ou genéticas - não temos asas para voar nem 'bola de cristal' para prever, mas o que basta é ter vontade, coragem e acreditar que muita coisa pode acontecer. Sempre há um momento de extrapolar e fazer alguém sorrir." 
Jones Barreto


Visitantes Online