domingo, 24 de março de 2013

Na vida, também dependo.

Se na vida, tudo dependesse somente de nós, muita coisa consertaríamos, solucionaríamos milhões de coisas e ainda talvez deixaríamos o mundo com a nossa cara, o nosso jeito. Mas, sabe-se que não é bem assim. Na vida, estamos sintonizados com tudo ao nosso redor. Assim, nossas ações ecoam no mundo e para que muita coisa ande, continue, faça o bem ou mude ou acabe, sempre dependeremos. Dependeremos das outras vidas e das outras ações, que também ecoam no mundo, inclusive em nós mesmos. Então, o que fazemos nisso tudo? Bem, não é tão simples assim, mas agir e cuidar para que a vida possa ser sempre valorizada, considerando o nosso próprio percurso, é um bom caminho.
(Jones)

Nota acrescida - 25 de março:
Há várias questões quando se depende! E eu não posso solucionar todas. Vou esperar para ver se as coisas saem como planejado? Ou vou tentar controlar todos os aspectos e ações do outro para tentar garantir que dê certo, como idealizei? São questões intrigantes penso eu. À elas, no momento, contudo, após refletir um pouco por meio de algumas considerações, eu responderia: não. Algo sobre tais considerações são postas na postagem: "Nosso mistério, nosso empenho".

Um comentário:

Laís Sandrigo disse...

Vim ler, já que você falou que meu texto lembrava o seu de certa forma... Tem razão. Fez com que eu pensava não só no que escrevi hoje, mas em muitas outras coisas que estão e vão acontecendo. Nunca depende só da gente e isso dá um medinho. Mas, quando esse medo vem, tento pensar que algo melhor cuida de mim e de tudo que vai acontecer. Espero estar certa...

Visitantes Online